Você toma certas medidas de segurança quando está caminhando pela rua? Evita deixar o celular à mostra e protege outros itens pessoais, como bolsas e carteiras, bem próximos ao corpo? E qual é a sua postura naqueles que são considerados locais seguros?

locais seguros

A distração facilita a ação de bandidos, que praticam furtos

É bem comum, entre diversas orientações de segurança, que os cidadãos prefiram fazer ligações, mexer em smartphones ou mesmo ir ao banco em estabelecimentos movimentados e de maior segurança, como shoppings e supermercados.

O grande fluxo de pessoas e o maior efetivo de seguranças não torna esses lugares blindados contra a criminalidade. Ao invés disso, os bandidos criam novas estratégias para furtar e roubar objetos de valor desses locais seguros.

Mas, então, que postura adotar nesse tipo de estabelecimento? É preciso ter medo? A equipe do Violência Social preparou um post para que você entenda melhor os principais pontos a respeito dessas questões:

> Comportamento naqueles considerados como locais seguros X como os bandidos agem;

> Veja casos de roubos a grandes estabelecimentos que se tornaram alvos de criminosos;

> Saiba como se proteger.

 

Cidadão comum X A ação de bandidos em locais seguros

Com o grande movimento e a maior sensação de segurança em shoppings e supermercados, muitas pessoas tendem a relaxar quando o assunto é estar atento ou proteger a si mesmo e a seus pertences.

Ainda que a probabilidade de você ser vítima de algum tipo de violência nesses ambientes seja infinitamente menor, ela existe. Ficar atento a celulares, bolsas e carteiras é atitude fundamental para evitar o furto por pessoas mal intencionadas que se aproveitam de ambientes lotados para efetuarem seus crimes.

Uma das modalidades mais comuns entre os criminosos é o roubo nos estacionamentos. Muitos deles são ao ar livre, sem câmeras, com menor movimentação e segurança. E é aí que os criminosos se aproveitam daqueles que guardam suas compras de mercado ou que voltam de um passeio no shopping e fazem a abordagem, levando de suas vítimas tudo aquilo que conseguem – muitas das vezes, subtraem o próprio veículo – e deixam para trás a frustração e a sensação de impunidade.

Roubos a lojas – Outra ação bastante comum em locais seguros para os cidadãos é o roubo a lojas. Nem mesmo o circuito interno de monitoramento, a presença da equipe de segurança ou mesmo a “dificuldade logística” de um shopping impedem os crimes.

Como é preciso ter em vista todos esses fatores, os bandidos nunca agem sozinhos. Quadrilhas numerosas ou pequenos grupos estudam previamente os estabelecimentos que pretendem atacar. Grandes lojas de departamentos, eletrônicos ou joalherias são os principais alvos.

Em poucos minutos, rendem funcionários, causam o terror, roubam clientes que estejam no local e esvaziam grande parte do estoque. Dadas as dificuldades desses locais, frequentemente os bandidos são pegos antes mesmo que a ação seja concluída.

locais seguros

Mesmo em locais de grande movimento, bandidos aproveitam para roubar carros nos estacionamentos

 

Roubos a locais seguros

Em outubro deste ano, a Polícia Militar prendeu nove suspeitos de assaltar uma loja de eletroeletrônicos no Shopping Plaza Sul, na Zona Sul de São Paulo. Pouco depois da abertura da loja, eles recolheram produtos do estoque e fugiram em seguida. Na fuga, bateram o veículo em que estavam, foram abordados por policiais e presos.

Mais recentemente, em novembro, dois homens tentaram assaltar uma loja de celulares no Sumaúma Parque Shopping, em Manaus, Amazonas. Após a correria de funcionários e clientes, a dupla efetuou disparos contra a parede e o teto e fugiu sem levar nada.

Em Patrocínio, Minas Gerais, um casal chegou a ser amarrado durante o roubo a uma casa e um supermercado. Foram levados dinheiro, caminhonete e diversos materiais.

 

Como agir?

Mesmo quando estiver em ambientes movimentados que passam a sensação de segurança, preste bastante atenção a tudo ao redor e proteja seus objetos pessoais. Caso esteja em um estabelecimento vítima de assalto, saiba como agir:

  1. Não fuja e não se esconda;
  2. Não o enfrente e não reaja. Levante as mãos e demonstre calma;
  3. Não abaixe ou faça movimentos bruscos;
  4. Não encare os criminosos;
  5. Fique paralisado, faça o que eles mandarem e não discuta com os bandidos.

 

 

Leia também

Como proteger o celular de roubos? Veja dicas!

Como evitar os casos de roubos e furtos de veículos

Sobre o projeto
Enquanto o Estado e gestores públicos não acabam com a violência instaurada no País, o que resta ao cidadão? A proposta do portal "Violência Social" é contribuir com respostas, ser um canal de conteúdo estratégico onde a população terá informações sobre como lidar com a violência e se defender, além de conhecer melhor os seus direitos.