A rotina dos trabalhadores brasileiros não é fácil. Muitos precisam sair cedo de casa, enfrentar horas no transporte coletivo e passar nove horas por dia dentro da empresa. Com isso, o tempo dentro de casa diminui bastante e a segurança no trabalho se torna ainda mais necessária.

Pensando nisso, separamos informações valiosas para que a integridade física dos trabalhadores não seja comprometida.

 – A Segurança no Trabalho

– Acidentes e Doenças

– Dicas

Segurança no trabalho

A Segurança no Trabalho

A legislação trabalhista do Brasil determina exatamente como a segurança no trabalho deve ser posta em prática em cada tipo de empresa. Esses textos, que preveem não só as normas como também as multas e punições para quem as descumprir, devem ser levados muito à sério pelas empresas, que podem encontrar na Segurança no Trabalho uma forma de aumentar os seus lucros.

Com uma boa gestão em segurança no trabalho, além de evitar multas e outras penalidades, a empresa garante que os trabalhadores estejam saudáveis para produzir de forma eficiente, reduzindo as faltas por problemas de saúde e licenças médicas. Tudo isso contribui para o aumento da produção e do lucro, além de valorizar a empresa, aumentando sua credibilidade e compensando todos os gastos prévios.

Segurança no trabalho

Acidentes e Doenças

Vale lembrar que para a legislação brasileira, o termo acidente de trabalho inclui também quedas, outros traumas acidentais e as doenças ocupacionais que surgem após anos de trabalho, como lesão por esforço repetitivo, asma, lombalgia…

Por isso é tão importante realizar o trabalho com o corpo posicionado de forma confortável. Vamos para mais algumas dicas?

  1. Preste atenção ao seu redor, para não tropeçar em fios ou escorregar em pisos molhados
  2. Fique atento à postura corporal
  3. Faça intervalos regulares para evitar as lesões por esforço repetitivo
  4. Utilize os equipamentos de proteção individual correspondentes ao tipo de trabalho que exerce e o risco ao qual está exposto.
  5. Saiba utilizar os equipamentos de socorro, como extintores, portas corta chamas, dentre outros.
Sobre o projeto
Enquanto o Estado e gestores públicos não acabam com a violência instaurada no País, o que resta ao cidadão? A proposta do portal "Violência Social" é contribuir com respostas, ser um canal de conteúdo estratégico onde a população terá informações sobre como lidar com a violência e se defender, além de conhecer melhor os seus direitos.