A violência só aumenta!

Nas ruas, dentro do próprio lar, contra mulher ou filhos, na escola.

Independente de como se dá este comportamento que nos causa tantos danos, é fato que no Brasil são milhares as vítimas que perdem a sua autonomia, que têm sua integridade física ou psicológica destruída, vidas se perdem ano após ano.

A violência contra a mulher talvez seja umas das que melhor retrata o momento que vivemos e nossa relação com a insegurança. Três em cada cinco mulheres jovens já sofreram violência em relacionamentos, por exemplo, apontam pesquisas.

Os números que deflagam os homicídios no Brasil também são alarmantes. O País atingiu a marca recorde de 59.627 mil homicídios em 2014, aumento de 21,9% em comparação aos 48.909 óbitos registrados em 2003.

Enquanto o Estado e gestores públicos não acabam com a violência instaurada no País, o que resta ao cidadão?

A criminalidade causa pânico e a banalização da violência urbana, somada aos crescentes níveis de criminalidade, apavoram cada vez mais a todos.

Quem não tem medo de ser assaltado? Quem não teme uma agressão física, moral ou virtual?

Ninguém se sente verdadeiramente seguro em nosso País!

Quem nunca teve a sensação de que vivemos em plena guerra civil? Quanto tempo ainda teremos que esperar por políticas sérias e comprometidas com a segurança pública?

Se não há aparente solução no curto prazo, como conviver com a violência?

A proposta do portal “Violência Social – VS” é contribuir com respostas, ser um canal de conteúdo estratégico que levará à população  informações sobre como lidar com a violência e como se defender dela, além de conhecer melhor os seus direitos.

Iniciativa de dois empreendedores, Flávio Raimundo e Érica Amores, o projeto “Violência Social” busca ser um divisor de águas no tratamento do tema violência.

Não é nosso papel tornar o portal uma vitrine de críticas ao Estado por ter perdido o controle sobre a segurança pública. Não estamos aqui para apontar o dedo nos erros já cometidos.

Mas a nossa vontade, como cidadãos que somos, é usar de nossas competências para tornar o “VS” o melhor canal de informação sobre prevenção, pois ainda que a responsabilidade pelo combate à violência seja das autoridades competentes, cada um de nós pode fazer a sua parte por um objetivo maior, tornar nossa vida mais segura!

 Quem somos?

Flavio_Raimundo Flávio Raimundo é formado em Administração de Empresas pela Escola Superior de Propaganda e Marketing e professor universitário.
erica_amores Érica Amores é jornalista formada pela Universidade Católica de Santos e tem pós-graduação em Marketing pela Universidade Metodista de São Paulo.